Onde jogar fora seu computador velho? O que fazer com o celular "tijolão" comprado anos atrás? Agora, quem vendeu ou fabricou o aparelho é obrigado a reciclá-lo. É o que exige a lei 33/2008, aprovada semana passada na Assembleia Legistativa de São Paulo.

A lei do e-lixo obriga as empresas a neutralizar o lixo tecnológico. O projeto foi colocado em votação em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, e todos votaram a favor. Só falta o governador, José Serra, aprovar.

A lei obriga o fabricante, vendedor ou importador a reciclar ou reusar o material descartado, pelo menos em parte. Se não for possível reutilizar, a empresa tem que neutralizar o material. E, se não der nem pra coletar o lixo, a lei exige ações de preservação ambiental pra compensar. Desobedeceu a lei, tem que pagar até R$ 14 mil por dia. O Estado do Mato Grosso propôs lei similar este ano.

O problema do e-lixo merece atenção: o Greenpeace diz que 50 bilhões de toneladas de lixo eletrônico são gerados por ano no mundo; 4 bilhões só nos EUA. Mas será que desta vez a lei pega? Já existiu uma resolução federal, vigente desde 1999, que obrigava as empresas a coletar e reciclar pilhas e baterias. Nada foi feito. A resolução foi revisada em 2008. Agora é só aguardar até dois anos para ver algum resultado.

O que tem dado resultado para resolver o lixo eletrônico, pelo menos em parte, é a iniciativa própria: das empresas, do governo e da sociedade. Claro, Vivo e Tim coletam baterias usadas dos celulares e enviam para as fabricantes. No Estado de São Paulo, o governo fez ano passado um mutirão para colher lixo eletrônico. E a USP vai abrir, em agosto, um centro para reciclar computadores.

Enquanto a lei não entra em vigor, você já pode ajudar: leve pilhas e baterias para o Papa-Pilhas do Banco Real, aparelhos usados para a fabricante (Nokia, Sony Ericsson, Motorola) ou para a operadora — mas seu computador velho, se não for da Dell ou da Itautec, terá que aguardar.

*Via GizModo / Imagem via PC Magazine.

 é o criador do eco4planet, formado em Administração de Empresas pela USP, desenvolvedor e gamer. Otimista nato, calmo por natureza, acredita que informação pode mudar o mundo e que todo pequeno gesto vale a pena. Posta também no Twitter e Facebook.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
  • Matheus

    Semanas atras eu vim aqui pedir ajuda para iniciar um projeto de conscientização na faculdade onde estudo.Bom ele esta quase finalizado e tomara que seja aceito para ser colocado em pratica. Sou mineiro e tenho reparado que as politicas de recollhimento do e-lixo tem se concentrado mais nos grandes centros e deixando a desejar no interior (acredito que por ai tbm seja assim). Eu mesmo nunca vi um posto de coleta de pilhas e baterias usadas. Bom, enquanto as leis e as iniciativas "inteligentes" não chegam por aqui, vou fazendo minha parte…

    Bom trabalho do blog e até mais…

    • Ingrid

      Olá Matheus, sou de Curitiba, meu nome é Ingrid, qual é o projeto que vc fez de faculdade? Tbm estou fazendo um mas ainda esta no meio do caminho.. e acredite não é facil.. este mundo capitalista e nada ambiental, é dificil de driblar.. Mas não podemos desistir.. Ingrid

  • nivaldo martins de carvalho

    a muito ja reciclo micros,centrais telefonivas e outros equipamntos que contenhão circuito eletronicos a taigra a mais de 12 anos vem no seu dia dia desmontando e dando um fim ecologicamente coreto

  • BiiA

    achei muito mara essa lei!!!
    Eu apresento seminários sobre reiclagem e agora mais uma coisa que pode me ajudar nas apresenta~ções para incentivar as crianças a reciclar

  • Fátima

    Olha gente, até já escrevi para o Banco Real a respeito do que vou dizer.
    Moro em Maricá-RJ, e pelo menos aqui, todo o lixo separado em latões coloridos bonitos e caros dentro da agência do Banco Real, no fim do expediente vão parar dentro de um saco preto comum no poste em frente da agência para o lixeiro comum levá-lo para o lixão da cidade.
    É necessário que tomemos muito cuidado com essas pseudo-ajuda da sociedade quanto à reciclagem de lixo. É bom que observemos se REALMENTE o lixo será reciclado.
    ATENÇÃO: Em Maricá existem dois locais onde quem quiser leva o lixo para ser reciclado. Se o Banco Real realmente quisesse fazer o que diz que faz, era só levar o lixo para as duas firmas de reciclagem.

  • Viviane

    Eu ostei muito de td que foi dito ai .Isso influencia muito no aprendizado das crianas de hoje em dia . adorei mesmo td que foi dito .

    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade