img_20161209_094906571_hdr

Primeiro é bom definir mobilidade: não se trata apenas de soluções para o trânsito das grandes cidades, mas de todo o conjunto de formas de se locomover, e de transportar cargas, inclusive.

Por muito tempo, mais de um século aliás, mobilidade foi entendido como "carro", e "ter carro" como a melhor forma de ir de um ponto para o outro. A Ford, veja bem, uma fabricante de carros (!), sabe que isso está mudando, e por isso tem tomado a frente no assunto buscando entender e se aproximar das diversas soluções que estão surgindo e que vão se tornar comuns num futuro cada vez menos distante.

 

O papel da Ford

É por isso que nessa sexta-feira (12) a montadora promoveu o Encontro de Empreendedores de Mobilidade em São Paulo/SP, juntando executivos da empesa, startups do ramo, órgãos de mobilidade ligadas ao poder público e investidores.

Nas palavras de Natan Vieira, VP de Marketing, Vendas e Serviços da Ford, continuaremos tendo carros nas ruas, mas com menos foco na propriedade individual do veículo, e mais no compartilhamento, em soluções como Uber e Cabify, veículos autônomos chamados por aplicativos, caronas, integração com transporte público, bike, etc.

A montadora aliás tem planos para colocar no mercado até 2021 um carro totalmente autônomo, como os que temos visto em desenvolvimento principalmente pelo Google, o que se alinha à "previsão" do executivo de que teremos nos próximos 5 ou 10 anos mudanças que impactarão na mobilidade do planeta como as que tivemos nos últimos 100.

 

Olhando o hoje para pensar o amanhã

Mas voltando para 2016, como apontou Luciano Driemeier, Gerente de Estratégia de Produtos da Ford, as pessoas tem tirado sua CNH cada vez mais tarde, o que já indica uma tendência de menor foco em dirigir ou ter o próprio carro, o que não é de se estranhar em um país que tem duas das três piores médias de tempo no trânsito para ir e voltar ao trabalho, com São Paulo e Rio de Janeiro aparecendo na lista logo atrás da "campeã" Xangai, na China.

A Ford também lançou recentemente no Brasil um aplicativo para gerir caronas entre funcionários de suas unidades, fomentando essa forma de compartilhamento de transporte que ajuda a reduzir carros nas ruas e consequentemente, a emissão de poluentes.

Para Walter Pellizzari, Gerente de Estratégia de Negócios da Ford, é importante para a montadora participar do mercado de transporte "não privado" que tem cifras tão trilionárias quanto o mercado em que atuam atualmente, e que certamente verá um grande crescimento nos próximos anos.

 

img_20161209_102125862

O painel de empreendedores contou com a participação de membros das empresas WiiMove, Woole, Lets Park e Joycar. Os jovens gestores de suas startups explicaram suas ideias e formas de atuação para solucionar problemas de mobilidade urbana, nos mais diversos pontos.

A Woole, que merece ser conhecida por todo amante das magrelas, se define como o "Waze das bikes", e tem como função mapear e calcular as melhores rotas para quem opta por pedalar nas cidades, seja por trajeto mais curto, com menos subidas ou menos perigoso.

Já o WiiMove (iOS/Android) é um app colaborativo para identificar opções de modais de transporte, voltado especialmente para empresas e seus funcionários, que podem compartilhar veículos, fazer parte do trajeto de metrô ou bike, e assim reduzir o número de veículos com apenas uma pessoa circulando pelas cidades.

Por fim, a JoyCar coloca um ou mais carros no estacionamento da empresa ou condomínio para que os colaboradores ou moradores possam alugar pelas horas que precisarem, devolvendo ao local original, evitando assim que seja necessário o uso de táxis ou carros particulares em muitas viagens do dia a dia. Cada usuário é cadastrado e recebe um cartão que abre o veículo na data/hora agendada via site.

 

img_20161209_105612489_hdr

Por fim, no painel de especialistas, Ciro Biderman da Mobilab e Elisa Carlos da ABDI trataram de seus trabalhos dentro do governo e da indústria para interligar soluções de mobilidade de ponta, integrando startups aos gestores que necessitem de soluções para a sociedade e para seus negócios.

 

Iniciativas como essa são extremamente positivas para fomentar o empreendedorismo na área de mobilidade, buscando soluções que reduzam o número de carros nas ruas, a emissão de poluentes de cada veículo, o uso de modais alternativos e a integração entre aqueles que podem entregar essas soluções com aqueles que tem a verba para investir e aqueles que precisam do produto.

 é o criador do eco4planet, formado em Administração de Empresas pela USP, desenvolvedor e gamer. Otimista nato, calmo por natureza, acredita que informação pode mudar o mundo e que todo pequeno gesto vale a pena. Posta também no Twitter e Facebook.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade