Tudo que vem do Google tem muitos zeros à direita. É o que acontece quando se fala da empresa responsável por indexar a Internet e oferecer a maioria dos principais serviços usados pelo mundo todo.

Mas, como tudo é relativo, é preciso ter uma cautela muito simples antes de ver os números sobre consumo de energia do gigante.

Antes do grande G, para ver um filme você ia até a locadora, para se informar ia até a biblioteca ou comprava livros e revistas, para conversar enviava cartas, para fotos, impressão, para trabalhos cooperativos, servidores internos em empresas com alta ociosidade e ineficiência energética.

Enfim, nós economizamos uma quantia incalculável de energia, emissão de CO2 e consumo de materiais graças ao Google (e à Internet como um todo, que de certa forma se confunde com a empresa). Como se não bastasse, o Google há anos trabalha e investe na eficiência de seus data centers e foi além, pesquisando e se direcionando para a produção de energia limpa por conta própria.

Ok, aos números: os data centers da gigante em 2010 consumiram 2,259,998 MWh. Pra se ter uma ideia, essa quantia é a mesma gasta por 200 mil casas americanas – e lá eles gastam mais do que na maioria dos outros países. Um número interessante e que está demonstrado na imagem alí em cima, é que o uso dos serviços Google por um usuário comum consome o equivalente à 3 horas de uma lâmpada 60w ligada.

 

Via Gizmodo | Imagem: Google

 
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2018 eco4planet | Privacidade
©2008-2018 eco4planet | Privacidade