Falar de energia nuclear sempre é complicado. Mais ainda quando falamos do Japão, pois com seu espaço reduzido e alto consumo de eletricidade, esse sempre foi o tipo de geração mais utilizada.

Eis que neste março de 2011 vieram terremoto e tsunami e o mundo pensou que não seria boa coisa usinas cheias de radiação em ilhas que tendem a sofrer tantos desastres naturais e ataques do Godzilla . Por isso o antigo primeiro-ministro demonstrou a intenção de reduzir essa dependência nuclear, só que para o atual isso não é prioridade.

O novo primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, diz que a prioridade do governo tem que ser a reconstrução e a recuperação econômica, nada de aliviar a energia nuclear.

No médio para o longo prazo, podemos visar a minimização da nossa dependência da energia nuclear. (No curto prazo) devemos superar as duas crises nacionais, do grande terremoto e a econômica global.

Claro que o medo mundial em relação a energia nuclear foi inflado pelos efeitos devastadores da tsunami e que todas as usinas do mundo estão passando por reavaliações de segurança após os eventos em Fukushima, mas não é nada agradável ver um primeiro-ministro ignorando a causa das energias limpas para pensar só no dinheiro. É comum, mas não é legal.

 

Via Info | Imagem: Nuclear Japan, por Alexander Hunter para o The Washington Times

 
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
  • ADMILSON

    AS CHAMINÉS DO PROGRESSO NÃO PODEM PARA!

  • Otávio

    Godzillas,
    ahusuahsuahsuhaushuashuas

  • Pandaroxo

    Grande coisa superar essas duas crises nacionais, daqui a 5 minutos tem outro terremoto lá…

    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade