Já parou para pensar na quantidade de absorventes usados e descartados por cada mulher a cada ciclo menstrual?

A menstruação é um evento natural do corpo feminino e nada mais é que a descamação das paredes internas do útero quando não há fecundação. Essa descamação faz parte do ciclo reprodutivo da mulher e acontece todo mês. O corpo feminino se prepara para a gravidez, e quando esta não ocorre, o endométrio (membrana interna do útero) se desprende. Mulheres aproximadamente entre 11 e 54 anos passam por isso todos os meses, durante cerca de 4 a 6 dias.

Estima-se que cada mulher utilize 20 absorventes por ciclo, ou seja, 240 unidades por ano. São, pelo menos, 10.000 absorventes durante a vida. No Brasil, não existe nenhum tipo de reciclagem para esse resíduo que vai para lixões e aterros sanitários e, por vezes, para o sistema de tratamento de esgoto por serem jogados no vaso sanitário, causando um problema ambiental.

Você pode se informar mais sobre o assunto no Museu da Menstruação (sim, ele existe) ou ainda assistir este vídeo venezuelano sobre o assunto.

 

Do que são feitos?

217897_3497357523913_618847013_nOs absorventes descartáveis são compostos de celulose, polietileno, propileno, adesivos termoplásticos, papel siliconado, polímero superabsorvente e agente controlador de odor, ou seja, todos derivados de árvores e petróleo.

A composição varia conforme o fabricante, mas basicamente, a camada de celulose (que pode ser algodão) junto com o polímero superabsorvente é coberta com uma camada de outro material não tecido (polipropileno) que fica em contato com a pele. Polietileno forma o corpo do absorvente que tem uma camada de adesivo e papéis siliconados. Os absorventes internos são compostos por algodão, seda artificial, poliéster, polietileno e polipropileno.

A produção dos materiais dos absorventes descartáveis gera bastante impacto ambiental. O algodão requer muita água, pesticidas e fertilizantes no plantio (não orgânico), a produção desses plásticos requer muita energia e cria resíduos que demoram para se decompor, o que faz com que esse produto tenha uma pegada ambiental alta. Você pode se informar sobre pegada ambiental aqui.

Além disso, temos que pensar nas embalagens já que a maioria vem embalada em saquinhos individuais dentro de uma outra embalagem plástica, e na logística de transporte, geralmente feito por caminhões.

 

Descarte e reciclagem

Depois de usados, os absorventes são descartados e dispostos nos lixões (montanhas de lixo a céu aberto) ou aterros sanitários (pilhas de lixo envelopadas em um material impermeável e posteriormente cobertos por terra e grama). Em ambos os locais, o produto demora a se decompor, de 100 a 500 anos, em função dos materiais sintéticos e dos aditivos químicos usados na fabricação, como os branqueadores (dioxina) que persistem no meio ambiente.

No Brasil ainda não temos empresas que reciclam esse material, mas em outros países as pessoas têm dado atenção e solução para esse assunto. No Reino Unido e Canadá, a Knowaste recicla os absorvente descartáveis transformando-os em materiais usados na construção civil, substitutos de madeira, plásticos e até ferro, e também é usado na composição de outros utensílios de plástico. Já na Nova Zelândia, a Evirocomp separa o plástico do algodão, enviando o plástico para a reciclagem e o algodão com a parte orgânica para compostagem, gerando adubo.

 

Alternativas

Enquanto não temos esse tipo de reciclagem, podemos optar por outras opções de produtos ecológicos, sem química nociva em sua composição.

ecoabsorvente-feminino-absorvente-de-pano-reutilizavel-lavavel-intimo-feminino-uso-externoAbsorventes de pano são uma alternativa. O modo de usar é o mesmo dos produtos descartáveis, a diferença é que, depois de usado, deve ser lavado. Feito de algodão, não causa alergias na pele, além de permitir que a pele “respire”. Ainda que exija consumo de água e energia na lavagem, há a economia de matéria prima, por serem reutilizáveis.

Essa opção é fácil de encontrar (inclusive na internet) e existem blogs e vídeos que ensinam a fazer o próprio absorvente de pano. A durabilidade desse tipo de absorvente é de aproximadamente 5 anos.

mooncup-coletor-menstrual-mulher-alternativa-ciclo-feminino-ecologico-higienicoO coletor menstrual é uma outra opção, dessa vez mais parecido com o absorvente interno, também facilmente encontrado na internet. O coletor é um copo de silicone hipoalergênico (não causa alergia) que coleta a menstruação. Esse, como é interno, pode ser usado durante 8 horas, dependendo da intensidade do fluxo.

Depois desse período é necessário esvaziar e lavar com água e sabão antes de recolocar. Os fabricantes costumam enviar manuais de como utilizar e fazer a higienização do produto, que também tem vídeos no YouTube com demonstrações. O coletor tem alta durabilidade, se mantendo adequado ao uso por 8 anos ou mais, dependendo do cuidado na limpeza.

 

Fontes: Morada da Floresta, Museu da Menstruação, Artividade, The Chic Ecologist, Lunas Ecológicas

 

bióloga especialista em gestão ambiental, esportista e amante da arte.

Posta também no Twitter e Facebook.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade