Passos poderão recarregar seu celular

Imagine um sapato feito de material capaz de transformam energia mecânica em eletricidade – um calçado que conseguiria recarregar, por exemplo, seu celular.

Este é o futuro imaginado por um grupo de pesquisadores da Universidade Princeton, nos Estados Unidos.

A nova tecnologia desenvolvida por eles é capaz de gerar energia a partir de movimento cotidiano, como caminhar e até mesmo respirar. Trata-se de um filme composto de nano fitas de cerâmica mergulhadas em folhas de borracha de silicone. As fitas são tão pequenas que 100 delas, enfileiradas lado a lado, cabem em um milímetro.

O material resultante gera energia quando flexionado e é altamente eficiente: sua taxa de conversão de energia mecânica em elétrica chega a 80%.

Além do exemplo do sapato, os pesquisadores acreditam que a tecnologia poderia ser útil para abastecer equipamentos médicos instalados no corpo, como marca-passos.

Os filmes, se colocados contra os pulmões, poderiam usar o movimento da respiração e eliminar a necessidade de cirurgias constantes para substituição das baterias. Outra vantagem é a de que o silicone é biocompatível, já foi usado em implantes cosméticos e aparelhos médicos, e não seria rejeitado pelo organismo.

A pesquisa foi publicada na Nano Letters

*Via Info.

facebook-profile-picture
 

é o criador do eco4planet, formado em Administração de Empresas pela USP, desenvolvedor e gamer. Otimista nato, calmo por natureza, acredita que informação pode mudar o mundo e que todo pequeno gesto vale a pena.

Posta também no Twitter e Facebook.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
  • Douglas Ribeiro

    Bem pensado! rs

  • Isac

    MUITO BOM, TOMARA QUE SEJA ACESSÍVEL ECONOMICAMENTE PARA TODAS AS PESSOAS NO MUNDO.

  • Fernanda

    Genial.

  • Raquel

    Gostei muito da ideia, principalmente para a galera do marca-passo. =]

  • ricardomicobiólogo

    show…pena que a curto prazo é improvável….sem contar que até chegar ao Brasil este protótipo vai ser peça de museu no primeiro mundo. Será que as empresas de fornecimento de energia gostaram da idéia? pois alguém tem que lucrar nesse país.

  • Tomara que essa universidade faça com que isso se espalhe pelo mundo 😀

  • HALE

    JÁ TEMOS BASTANTE TECNOLOGIA INTELIGENTE, PENA Q AINDA NÃO PERMITIRAM Q SEJA ACESSÍVEL… NÃO É FINANCEIRAMENTE INTERESSANTE PARA OS GRANDES EMPRESÁRIOS, NÃO É MESMO?

    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade