carlos-minc-ecod

Em setembro de 2011, o então diretor de ambiente urbano do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Silvano Silvério da Costa, afirmava em entrevista ao EcoD que acabar com os lixões até 2014 era o maior desafio da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Desde então, passaram-se dois anos, e a projeção atual é de que apenas o Estado do Rio alcançará essa norma da lei no ano que vem.

“O Rio está muito avançado em terminar todos os lixões. Há seis anos, 90% do lixo ia para lixão e 10% para aterros. Hoje inverteu. A própria ministra [do Meio Ambiente] Izabella [Teixeira] admitiu que o Rio de Janeiro será o único estado que ano que vem vai cumprir a meta nacional de acabar com todos os lixões”, afirmou à Agência Brasil o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc.

Ele ressaltou que, apesar do avanço, o Rio está muito atrasado em relação à reciclagem de resíduos. “O Estado do Rio e todos os outros estão atrasadíssimos e como estamos acabando com os lixões, o esforço todo vai se concentrar na reciclagem. Todo mundo é a favor da reciclagem, mas ninguém consegue fazer. Então, temos de preparar a prefeitura e apoiar os catadores [de lixo] em 41 municípios”.

O Pacto da Reciclagem foi lançado na segunda-feira, 2 de setembro, pela Secretaria Estadual do Ambiente. O objetivo é estimular a redução e a reutilização de resíduos. O programa reúne diversos projetos direcionados ao reaproveitamento de resíduos sólidos no estado. Entre os objetivos da iniciativa, está o fortalecimento da cadeia de reciclagem e o tratamento adequado de lixo.

De acordo com Minc, a principal meta é que o índice da coleta seletiva, que atualmente está em aproximadamente 3%, chegue a 10% até 2014. Segundo o secretário, o Rio de Janeiro é o Estado mais avançado quando se trata da extinção de lixões, pois cerca de 92% dos resíduos sólidos são encaminhados para aterros sanitários – apenas 8% vão para lixões.

Iniciativas de reciclagem

Para Carlos Minc, iniciativas como a Fábrica Verde, que recicla computadores e estimula a inclusão digital em comunidades pacificadas; a Ecomoda, que reutiliza roupas velhas e retalhos para cursos na área de moda; e o Prove, que recicla óleo vegetal, são projetos importantes para que o índice de reciclagem aumente no estado.

“A reciclagem significa você gerar emprego para os catadores, significa reaproveitar o alumínio, o plástico, o papel. Acabar com o lixão já é bom, essa batalha a gente está vencendo, mas ainda falta vencer a batalha do Pacto da Reciclagem”, finalizou o secretário.

Conforme estabelece a Lei dos Resíduos Sólidos, os Estados que deixarem de extinguir os lixões até 2 de agosto de 2014 estarão sujeitos a perda de recursos do governo federal. O Ministério Público também poderá processar os prefeitos por improbidade administrativa.

 

Por EcoD. Foto: Antônio Cruz/ABr

  • antonio marques

    otimo os catadores agradeçe de salvador bahia

  • Boa iniciativa, é esperar.

  • CÍNTHIA

    QUERO VER REALIZADO…

  • Monica Carvalho

    Acabar é muito fácil! Quero ver a mudança de paradigma e a solução definitiva e consciente ao meio ambiente.

    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade