O Ministério do Meio Ambiente divulgou ontem um ranking dos automóveis mais poluentes comercializados no país. Apesar de terem um combustível considerado mais limpo, os carros a álcool ocupam oito das 15 piores posições –alguns têm motor “flex”.

“A nossa intenção é que o consumidor também leve em conta as emissões de poluentes”, disse o ministro Carlos Minc (Meio Ambiente).

Foram feitas 250 avaliações de veículos leves produzidos em 2008 -os automóveis “flex”, que representam 85% da frota comercializada no país em 2008, tiveram duas avaliações diferentes, uma para gasolina e outra para álcool.

Foram dadas notas de um (piores) a dez (melhores) para a emissão de três gases poluidores –monóxido de carbono, hidrocarbonetos e óxidos de nitrogênio– que não têm efeito sobre o aquecimento do planeta, mas afetam a saúde.

Essas notas, chamadas de verdes, não levam em conta a emissão de gás carbônico –CO2, o principal gás causador do efeito estufa.

Nesse ranking das notas verdes, o melhor desempenho foi do Focus 2.0, da Ford, movido a gasolina, com nota 9,4. O pior desempenho foi do Corsa 1.4, da Chevrolet, quando movido a gasolina. Apenas oito carros obtiveram notas superiores a nove, liderando a lista dos menos poluentes.

As notas foram baseadas em informações colhidas durante o licenciamento dos veículos. Todos os modelos avaliados observam, portanto, os limites máximos de emissão adotados no país em 2008. Em janeiro, esses limites tornaram-se mais rigorosos. Novos limites entrarão em vigor em 2014.

Gás carbônico

O ministério também atribuiu pontuação (chamadas notas vermelhas) para a emissão de CO2 (numa escala de cinco a dez). Essas notas, no entanto, não entraram no cálculo para a criação do ranking dos mais poluidores porque foram dadas apenas aos veículos a gasolina.

Isso porque o governo considera, seguindo orientação internacional, que a produção do álcool combustível a partir da cana-de-açúcar captura carbono da atmosfera, zerando a emissão de gás carbônico.

As melhores notas de CO2 são do Honda Fit LX (10), Fiat Uno Way 1.0 (9,8) e Honda New Fit LXL 1.4 (9.7). Quando combinada a posição no ranking (nota verde) com o grau de emissão de gás carbônico (nota vermelha), o pior desempenho foi do Ford Ranger XL 2.3.

No endereço eletrônico do Ibama é possível saber em detalhes quanto cada automóvel polui.

Também estão disponíveis dados sobre o consumo de combustível organizados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial).

Fonte: Folha On-line | Foto G1 (Valeu Marcelopes!)

facebook-profile-picture
 é o criador do eco4planet, formado em Administração de Empresas pela USP, desenvolvedor e gamer. Otimista nato, calmo por natureza, acredita que informação pode mudar o mundo e que todo pequeno gesto vale a pena. Posta também no Twitter e Facebook.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
  • Julio

    Importante notar também que as plantações de cana-de-açúcar destroem muitas florestas para serem feitas, acabando com as espécies nativas. Isso sem contar as queimadas que são desastrosas e também liberam imensas quantidades de CO2 na atomosfera.
    Não acho que a gasolina seja uma boa escolha, mas acho que ainda temos que continuar procurando fontes de energia alternativas.

  • Andreza

    Bem explicativa a matéria, e é isso ai Julio, a cana é sinonimo de destruição. Mais o mundo tem q se mover, e assim temos q buscar sempre novas fontes de energias alternativas.

    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade