A notícia é estranha, ou no mínimo curiosa, mas é ciência, e nós adoramos ciência.

Ir a Lua é possível, já sabemos disso, e pode não demorar tanto pra que missões voltem a levar pessoas, inclusive civis endinheirados, até lá. Já Marte é outra história, principalmente com os cortes de verba da NASA, ainda assim um dia as pessoas conseguirão ir até lá. Mas os cientistas avisam desde já que o planeta não é o ideal para passar a lua de mel (“luas”, no caso do planeta vermelho).

Publicado no “Journal of Cosmology”, o estudo do biofísico Tore Straume, especialista em radiação do Centro de Pesquisa Ames da NASA, aponta os riscos de fazer sexo e engravidar em Marte (e no caminho até ele). O perigo é causado pela radiação espacial.

Diferente das histórias do Quarteto Fantástico, a tal radiação espacial não dá superpoderes, na verdade ela pode causar grandes alterações no DNA, como nos quadrinhos, mas o que acontece são sérias mutações nos genes, levando a filhos com retardo mental, e outras deficiências.

Segundo Straume, o DNA que é responsável pelo desenvolvimento de um embrião fertilizado – e o funcionamento correto de todas as células do corpo – é danificado facilmente pela radiação que pode vir do planeta, ou de explosões solares. Tudo isso também pode fazer com que as mulheres se tornem estéreis.

Esses sintomas foram diagnosticados em cobaias não humanas (ponto infeliz), mas não devem variar para nossa espécie.

Desta forma o planeta cor-da-paixão, não será o local mais indicado para jovens casais. Mas nosso planeta azul se encarrega de oferecer ótimos lugares para isso.

 

Via Folha

 
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2018 eco4planet | Privacidade
©2008-2018 eco4planet | Privacidade