A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática – CCT aprovou na terça-feira, 6 de dezembro, o PLS 696/2015, de autoria do senador Cristovam Buarque (PPS-DF). O projeto altera a Lei nº 9.991, de 24 de julho de 2000, para determinar o uso obrigatório de recursos em pesquisa e desenvolvimento por empresas do setor elétrico em fontes alternativas, e as Leis nº 9.478, de 6 de agosto de 1997, e nº 12.351, de 22 de dezembro de 2010, para determinar o uso obrigatório de recursos em pesquisa e desenvolvimento pela Indústria do Petróleo em fontes alternativas.

O relator do projeto, senador Hélio José (PMDB-DF), ao ler o seu voto, lembrou o compromisso feito com a liderança do governo de realizar os últimos ajustes na Comissão de Assuntos Econômicos. A ressalva foi feita porque houve uma movimentação de governistas na CCT de atrasar sua tramitação. O senador Valdir Raupp, do PMDB de Rondônia, chegou a pedir vistas do projeto.

Na discussão do projeto, Cristovam Buarque fez um apelo para que o pedido de vistas fosse retirado. “Esse projeto tem um grave defeito, está muito atrasado”, afirmou Cristovam. Segundo ele, “o Brasil já foi vanguarda em energia renovável, com a transformação de álcool em combustível. Mas depois disso nós paramos, ficamos atrás da maioria dos países justamente por causa da falta de pesquisas”, enfatizou.

via EcoD
    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade