IMG_9227

A Ford realizou na quinta-feira (16), em Salvador/BA, o Seminário “Secti na Área – O Impacto das Inovações na Mobilidade Urbana”, cheio de novidades e soluções para as áreas de mobilidade, tecnologia e claro, sustentabilidade!

 

Preocupação com o meio-ambiente sem deixar os avanços tecnológicos de lado

Luciano Driemeier, gerente de Estratégia de Produto da Ford América do Sul, abriu o evento trazendo as propostas, pesquisas e novidades da marca em relação aos problemas de mobilidade encontrados principalmente em regiões onde a Ford possui sede.

Driemeier explicou o plano da Ford de transformação em uma empresa automotiva e de mobilidade, seguindo quatro megatendências: crescimento do número de megacidades no mundo, ascensão da classe média, necessidade da melhora da qualidade do ar, e o principal: as mudanças de atitudes e prioridades dos consumidores, que felizmente estão cada vez mais conscientizados e preocupados com o meio-ambiente.

Uma das grandes questões ambientais de hoje é, sem dúvidas, conseguir aliar o avanço da tecnologia com um impacto ambiental mínimo, o que se mostra extremamente difícil, ainda mais quando o assunto é carro – um dos grandes vilões modernos.

Apesar de automóveis híbridos e elétricos serem uma realidade hoje, e muito provavelmente o futuro da indústria automobilística, ainda não são viáveis para o consumidor médio. Por hora, a saída é encontrar maneiras de se impactar menos, de poluir menos e de causar um dano menor ao nosso planeta, utilizando alternativas sustentáveis ou adaptando opções antigas para um melhor desempenho com uma pegada ecológica menor.

Visando essa questão, a Ford lança no Brasil, agora em Julho, uma versão do New Fiesta equipado com o motor 1.0 Ecoboost, que promete ser 20% mais econômico e reduzir em até 15% a emissão de gás carbônico. No país o motor turbinado só estava disponível no modelo Fusion 2.0, uma categoria bem acima do New Fiesta.

O eco4planet conversou com Luciano, e perguntamos se está nos planos equipar carros de categorias menores, como o Ford Ka, com este motor no Brasil nos próximos anos e, por razões estratégicas, ele não pôde nos dar informações em relação ao futuro da empresa, mas podemos afirmar que o rumo natural do mercado será implementar cada vez mais tecnologias desse tipo em categorias mais acessíveis, além de buscar o aperfeiçoamento do próprio Ecoboost.

Também foi apresentado o plano global de mobilidade da montadora, chamado Ford Smart Mobility, criado para guiar a transformação da companhia em uma empresa automotiva e de mobilidade. Traz além de inovações e conectividade como a plataforma FordPass, soluções e alternativas aos problemas de mobilidade urbana, como o car-sharing, carpooling, carona solidária, Dynamic Shuttle e GoDrive – estes dois últimos sendo programas de compartilhamento exclusivos da Ford que visam a melhoria do trânsito e do ar das grandes cidades, uma tendência que tem sido adotada no mundo todo e que esperamos ser exemplo para todas as empresas do setor.

 

Problemas antigos, soluções inovadoras

Também foi apresentado no seminário o MovPak, startup criada no Parque Tecnológico da Bahia, com uma ideia muito bacana para percorrer curtas distâncias: um skate elétrico com controle remoto e que vira uma mochila! Quem apresentou o produto foi o diretor da marca, Hugo Dourado, que fez questão de demonstrar na prática como seu skate funciona. Admito que não esperava tanto, pois além de ser uma alternativa mais limpa, sustentável e econômica, o produto parece fazer mesmo jus ao que promete, com toda a praticidade de virar uma mochila relativamente leve e fácil de guardar e carregar por aí.

Ainda no seminário tivemos a oportunidade de ouvir argumentos, soluções e sugestões de melhoria dos sistemas de mobilidade urbana, desafios a serem superados e integração dos modais na Bahia, pelo professor Dr. Juan Moreno (Coordenador do Centro de Transporte e Meio Ambiente e da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia), Grace Gomes (Superintendente de Mobilidade, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia), Eduardo Leite (Diretor da Secretaria de Mobilidade Urbana de Salvador) e Pablo Florentino (Coordenador da Associação de Ciclistas Urbanos de Salvador).

 

O eco4planet viajou para Salvador a convite da Ford e aproveitou para trazer dois potes de pimenta na bagagem.

 é sócia do eco4planet. Tradutora e professora, apaixonada por ciência, cachorros, culinária e decoração sustentável. Excessivamente curiosa e sonha em um dia plantar tudo o que consome.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade