bandeiras

Nós gostamos muito dos carros híbridos e mais ainda dos elétricos, mas a situação no exterior é bem mais promissora do que a nossa. Se nos EUA existem diversas opções nessas categorias e o governo subsidia a compra em até $7.500, no Brasil temos o inverso e a previsão não é das melhores.

 

A economia

Optar por um veículo elétrico seria extremamente vantajoso financeiramente no Brasil, ao menos no abastecimento. Pelas contas da Folha, para percorrer os mesmos 120Km o custo seria de R$ 3,20 em energia elétrica ou R$ 31,20 em gasolina. Nos moldes do cálculo que fizemos para os EUA, estimemos 16.000 Km percorridos anualmente (cerca de 44Km/dia) e a economia seria de R$ 3.700,00 ao ano. Em proporções menores, mas igualmente positivas, os híbridos também ajudam o bolso do consumidor.

Esquisitinho mas econômico, e nenhuma previsão de chegar ao Brasil. Foto: Murilo Góes/UOL

Esquisitinho mas econômico, e nenhuma previsão de chegar ao Brasil. Foto: Murilo Góes/UOL

 

As opções

No exterior existem híbridos fabricados por quase toda grande montadora enquanto no Brasil nossas opções se resumem ao Mercedes-Benz S400 – que sequer é um híbrido completo (o motor a combustão está sempre ativo) e custa mais de R$ 460 mil; o Ford Fusion Hybrid por cerca de R$ 130 mil (que nós testamos em Detroit) e o Toyota Prius que deve chegar por R$ 120 mil (estava previsto para o semestre passado, depois para Janeiro/2013, e aparentemente, nada até agora).

Ford Fusion híbrido já é vendido no Brasil e a nova versão deve chegar em breve. Foto: Juan Lourenço/eco4planet

Ford Fusion híbrido já é vendido no Brasil e a nova versão deve chegar em breve. Foto: Juan Lourenço/eco4planet

Abro agora um parágrafo para listar os carros elétricos disponíveis no Brasil: nenhum. Fim do parágrafo.

 

Os preços

Sabemos que os preços de carros no Brasil são realmente elevados, mas se considerarmos que nos EUA o S400 custa $92.350 (~R$ 188 mil), o Fusion $27.200 (~R$ 55 mil) e o Prius $24.995 (~R$ 51 mil), veremos que a diferença chega a 140%. A culpa recai sobre os impostos: por se tratarem de veículos importados, aplica-se 35% de “Tarifa Externa Comum” e mais 25% de IPI.

Sobre o IPI há um ponto curioso (e trágico) – tal imposto acaba de receber uma sistemática diferenciada para beneficiar, entre outros fatores, veículos com maior eficiência (o “Inovar Auto”), o que deveria ajudar e muito os híbridos e elétricos, mas, por sequer citar essas categorias de veículos, eles acabaram caindo no grupo “Outros”. O governo diz estar trabalhando para ajustar isso.

 

O futuro

Ainda que a carga tributária seja revista, os preços tendem a continuar elevados. A Mitsubishi, por exemplo, calcula que mesmo sem impostos seu elétrico i-MiEV custaria R$ 90 mil no Brasil, ou seja, para se tornar mais atrativo precisamos realmente de uma politica de subsídios tal qual os EUA, mas, em mesmas proporções, o governo brasileiro teria de subsidiar R$ 30 mil e sabemos bem qual a probabilidade disso acontecer…

Eles são legais Dilma, ajuda aí! Foto: Juan Lourenço/eco4planet

Eles são legais Dilma, ajuda aí! Foto: Juan Lourenço/eco4planet

De outro lado, se a fabricação passar a ser nacional os preços podem se reduzir, e o tempo também é um bom aliado – o aumento da demanda reduz o preço graças à economia de escala, o que gera mais demanda, que gera redução de preço e fecha-se um círculo virtuoso.

 

E agora

Nos resta então pressionar o governo pela redução (ou remoção) dos impostos e financiamentos a juros baixos (em alguns países as linhas de crédito para veículos elétricos chegam a juros zero). Até lá o Ford Fusion híbrido é uma boa (e praticamente única) opção.

 

O eco4planet viajou para Detroit à convite da Ford e visitando o Centro de Desenvolvimento da empresa encontrou, além da nossa bandeira (foto do topo), um mictório que não usa água.

facebook-profile-picture
 

é o criador do eco4planet, formado em Administração de Empresas pela USP, desenvolvedor e gamer. Otimista nato, calmo por natureza, acredita que informação pode mudar o mundo e que todo pequeno gesto vale a pena.

Posta também no Twitter e Facebook.
Veja outros artigos por e escreva também para o eco4planet!
  • Três documentários muito bons sobre carros elétricos:
    Tesla Model S – National Geographic: http://youtu.be/fmVtfBBYdZA
    Quem Matou o Carro elétrico: http://youtu.be/izc4Cfw2oiQ
    A Vingança do Carro elétrico: http://youtu.be/4_7c9kPncnk

  • Luiz

    Se eu fosse comprar um veículo, como a moto canadense Sora, quanto iria ser gasto ?

    • Pesquisando rapidamente, parece que essa moto não é vendida no Brasil, você teria que importar do Canadá. O preço lá é de mais de 42 mil dolares, e uma importação parece fazer o preço mais que dobrar (ver http://www.wtimport.com/images/uploads/TabelaMoto… então chutaria uns R$ 200 mil =/

      • Luiz

        Verdade, achei um site que diz que custa 42399 dólares canadenses, depois pesquisei "UOL conversor de moedas", ai achei este valor em Reais 85327,99 valores de hoje. Olha esse site que eu acabei achando sem querer http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/carros/not… Se o nosso governo não cobrasse o IPI não seria necessário entrar na Justiça, de acordo com a matéria.
        Ainda não seria necessário comprar material elétrico, devido aos plugues necessários e etc. ? E a mão-de-obra ? Seria necessário trazer alguém de lá para instalar uma tomada ou cabo especial ? Esse é um detalhe que não pode escapar; pelo menos, segundo o fabricante, (ver http://www.litogreenmotion.com/ ), a moto tem uma grande autonomia e a bateria deve durar o mesmo tempo de vida do veículo perfeito para uma baixa manutenção. Outra dificuldade seria a manutenção dela.

        • Luiz, pra importar você vai pagar uma série de impostos + frete + trabalho da importadora para desembaraço na alfândega. A tabela que mandei mostra alguns modelos que eles importam, com o preço da moto e o valor que eles cobram pra trazer (dá um total de mais de duas vezes o valor original da moto) =/

      • Luiz

        Não entendi a tabela…

  • Marcelo A. Coelho

    Na semana passada estive em Goiânia, onde passei por um concessionária Mitsu, e lá encontrei um Prius, cujo valor de venda é R$120.000,00. Desejo um, mas o meu bolso não suporta!

    • Acredito que tenha sido uma concessionária Toyota, mas então é sinal de que o Prius começou a ser vendido no Brasil (ao menos está em "pré-venda"), mas pelo valor esperado, e alto.

    • Jennifer Fraga

      Olá, trabalho em uma toyota, caso queira temos o Toyota Prius para vender!

  • Mancílio Carvalho

    Eu tenho a patente de um belo carro esportivo elétrico , um roadster, se morasse nos states tava cheio de investidores querendo me apoiar. Aqui no Brasil tem um monte de invejosos querendo sacanear.

  • Davi Freitas

    A Dilma e esse governo de bosta, só fazem propagandas, eles a chão que somos idiotas, qualquer melhoria q vemos aqui neste país é por esforços do povo e nunca de incentivo do governo, temos que esperar sentados pra ver algum incentivo parti deles os governantes, se isto o corre se eles verem alguma vantagem pessoal por traz , aí sim teremos, esses automóveis híbridos ou elétricos por preço baixo, como por exemplo dos direitos das empregadas domésticas, só as deram pelo fato de estar escassas no mercado, Mulheres e homens que são domésticos no Brasil ! deixem esta profissão acabar, para que todos n´[os possamos ver todas essas dondocas metidas a besta e seus maridos exploradores terem que limpar privadas, chão etc.

  • Rana

    Um país que não tem política de transporte definida e clara não consegue baixar seus custos e quem paga caro obviamente somos nós contribuintes pacíficos. Mas há no fim do túnel um alento. O povo acordou e daqui em diante exigirá cada vez mais de seus governantes práticas honestas e óbvias a todos nós. Veículos híbridos devem ter redução de impostos para fabricação nacional (mais de 65% dos itens devem ser fabricados no Brasil) e também a redução para 1% para veículos comprovadamente eficientes (tabela de consumo INMETRO).
    É questão de tempo e de exigência da população. Não mais um presente do governo. Quem não acatar logo sentirá mais uma vez a revolta das ruas. É questão de tempo ou de briga.

  • Pingback: Ford instala estações de recarga para veículos elétricos em suas fábricas | Incom Brasil()

  • Pingback: Cientistas do MIT desenvolvem super bateria para carros elétricos | eco4planet()

  • Pingback: Inmetro divulga ranking de consumo dos carros brasileiros e alguns decepcionam | eco4planet()

  • Pingback: Muito além de montadora: Ford quer se tornar uma empresa de mobilidade | eco4planet()

    eco4planet para você para empresas
 
Quem somos
Na mídia
FAQ
Contato
Home page
Busca padrão
Como divulgar
Anuncie (mediakit)
Embedded
 
 
©2008-2017 eco4planet | Privacidade
©2008-2017 eco4planet | Privacidade